UICLAPER com orgulho

Meus livros na UICLAP

capa

No dia em que eu morri

Via o caixão, as flores, todos em volta do caixão. Minha mãe chorava, meu pai não reagia, consegui ver o bebê no pequeno caixão. No maior havia uma moça, mas eu não me reconhecia. Acordei na cama do hospital com Dr. André ao meu lado disse: — Como se sente? — Onde eu estou? — No hospital! — respondeu ele. — Seu nome é Katia Oliveira, você mora nas ruas de Curitiba. — sussurrou. — Não! — É sim, Kat

Saiba mais
capa

O Astronauta e a Borboleta

Um astronauta decide deixar sua casa na Lua e partir para a Terra onde acaba encontrando uma lagarta e se apaixona por ela, porém um dia o astronauta decide retornar para a Lua e deixar para trás a pequena lagarta.

Saiba mais
capa

A noiva

O casamento é o passo mais importante na vida de um casal. Sebastian e Renata sempre foram apaixonados e tinham certeza dessa decisão. O que eles não esperavam era que um crime bárbaro tirasse a vida da noiva no dia em que era para ser o mais feliz de todos. Passados mais de dois anos e o rapaz ainda tentava reconstruir a vida sem a amada. Não tinha mais paixão pelo trabalho e nem as ambições de a

Saiba mais
capa

Enquanto o instante existe

“A poesia é a única prova concreta da existência do homem”, disse Luís Cardoza y Aragón, e estava certo, porquanto é a ela que revela a essência vibrante, bela, completamente divinizada do ser, poesia é alma. Sem ela o ser é só um emaranhado de células: matéria fria, densa, abjeta. E é claro que a expressão “homem” na declaração de Aragón tem o sentido ontológico, genérico, de humanidade. Contudo,

Saiba mais
capa

Horrores da escuridão

Marcada propositadamente por uma sequência cronológica linear, a história captura um instante da vida do casal Douglas e Adriana, em que o primeiro aproveita o seu descanso merecido para se deliciar com o que adora fazer: a leitura de livros de terror. No entanto, à medida que lê um estranho livro, comprado em um não menos esquisito sebo, circunstâncias bizarras começam a ocorrer. A princípio, Dou

Saiba mais
capa

Trecho de minha estrada, pedaço de minha vida

Trecho de minha estrada, pedaço da minha vida é uma coletânea de poemas reunidos nos últimos anos, da escritora Maria M. do Prado Messias. Amor, devoção, empatia e compaixão são uns dos principais eixos temáticos retratados nos versos de uma escritora, que prega a felicidade e o viver a vida de maneira mais leve, justa e feliz possível. Os leitores se deliciarão com uma obra recheada de carinho, v

Saiba mais
capa

A mensagem de Victor

Este livro, conta a trajetória de um menino chamado Victor, que sonhava escrever uma história parecida com a que seu avô Pedro, contava para ele. Tudo teve início, quando Victor começou a frequentar o sítio do seu avô Pedro que morava sozinho. Sua mãe o levava até lá, sempre nas férias de julho, onde Victor se alegrava ao ver os cavalos, ovelhas, aves e os outros animais que seu avô possuía. Sempr

Saiba mais
capa

Procissão dos afligidos

Procissão dos Afligidos traz poesias que apontam as desigualdades e mazelas sociais, as injustiças que são cometidas por pessoas que poderiam mover os rumos da história no intuito de diminuir tais distâncias, proporcionando o bem-estar coletivo, incentivando a educação como mola propulsora do desenvolvimento eficaz, almejando um mundo de paz, acreditando que isto é possível, se houver interesse da

Saiba mais
capa

Sob o olhar de uma Metamorfose e um Romance

Sob o Olhar de uma Metamorfose e um Romance, foi inspirado nas observações expostas dentro de grandes decisões. Seus poemas representam a singularidade entre os contatos e a vida intensa em cada verso lançado. Um romance e incógnitas, dividem-se entre o extremo e o grande voo. As mudanças que estremecem o coração, também promovem um encontro particular.

Saiba mais
capa

13 contos de amor ou não

Uma deixou de acreditar no amor, a outra quer tê-lo de volta e se vingar, enquanto a terceira deseja nunca ter se apaixonado. Existe também uma garota em crise, forças sobrenaturais, amores não resolvidos e o nascimento do sentimento em um mundo distópico. Treze contos que podem ser de amor. Ou não. Tudo é uma questão de ponto de vista.

Saiba mais
UICLAP