UICLAPER com orgulho

Meus livros na UICLAP

capa

A Economia e a Ética da Propriedade Privada

A economia austríaca coloca a propriedade privada no centro de sua análise de valor, preço e troca. O respeito pela propriedade privada também está implícito no princípio moral fundamental: "Não roubarás". Hans-Hermann Hoppe dedicou o trabalho de sua vida à economia e à ética da propriedade privada. Este livro reúne alguns dos ensaios mais importantes de Hoppe sobre esse tópico. Hoppe, um importan

Saiba mais
capa

Ciência, Tecnologia e Governo

Nesta monografia brilhante, Rothbard habilmente vira o jogo contra os apoiadores do grande governo e seu mandato para o controle da pesquisa e desenvolvimento em todas as áreas das ciências exatas. Quais atividades de pesquisa e desenvolvimento devem ser incentivadas e financiadas, quais invenções devem ser apoiadas e quais áreas devem receber bolsas de pesquisa, etc.? Essas decisões só podem ser

Saiba mais
capa

Contra a Esquerda

Contra a Esquerda explora algo básico para o libertarianismo que muitas pessoas hoje esqueceram. Como todos sabem, os libertários veem o Estado e o indivíduo como fundamentalmente opostos. Pessoas que interagem livremente no mercado criam por si mesmas uma sociedade maravilhosa que promove o progresso. O Estado, como explicou Murray Rothbard, é uma gangue criminosa de predadores. Ele tira o que as

Saiba mais
capa

Economia, Sociedade e História

Este livro é um acréscimo tremendo ao conjunto da obra de Hoppe e uma contribuição extremamente importante para a perspectiva geral do Ocidente. O trabalho de Hoppe é mais importante hoje do que nunca, dada a tendência dos estados burocráticos modernos de guerrear, intervir, taxar, regular, inflacionar e de forma geral pilhar os motores da paz e da civilização. Economia, Sociedade & História é um

Saiba mais
capa

Manual para entender direito o Libertarianismo

A presente coletânea será útil como uma curta exposição de onde Hoppe se situa nos mais importantes temas dentro do Movimento Libertário – e os mais importantes temas de nossa era. Acho que não é exagero dizer que praticamente todo mundo do Movimento, desde o ano 2000, se definiu através do que pensa sobre Hoppe. Alguns o consideram o maior libertário vivo, outros o consideram o diabo na Terra. O

Saiba mais
capa

Uma Breve História do Homem

Uma breve história do homem: progresso e declínio representa nada menos do que uma história revisionista abrangente da humanidade, em um volume conciso e legível. Dr. Hans-Hermann Hoppe habilmente junta história, sociologia, ética e praxeologia misesiana para apresentar uma visão alternativa – e altamente desafiadora – do desenvolvimento econômico humano ao longo dos tempos. Como sempre, o Dr. Hop

Saiba mais
capa

Igualitarismo como uma Revolta contra a Natureza & Outros Ensaios

O movimento acadêmico libertário estava dando seus primeiros passos em 1974, quando o Igualitarismo como uma revolta contra a natureza surgiu. Este tratado de teoria política e econômica libertária aplicada, de Murray N. Rothbard, moldou uma geração de intelectuais que trabalharam dentro da visão radical de liberdade política e econômica que ele defendeu. Essa nova força intelectual superou as arm

Saiba mais
capa

Propriedade, Liberdade & Sociedade

Festschrift, termo, emprestado do alemão, significa literalmente "escrita de celebração", e é um livro que homenageia uma pessoa respeitada, especialmente um acadêmico, e apresentado durante sua vida. Geralmente, assume a forma de um volume editado, contendo contribuições de colegas, ex-alunos e amigos do homenageado. Originada na Alemanha antes da Primeira Guerra Mundial, esta tradição europeia d

Saiba mais
capa

A ética da liberdade

Lançado em 1982, A ética da liberdade apresenta uma rigorosa e sofisticada defesa filosófica da liberdade, baseada no conceito do direito natural. Dando sequência à demonstração de seu mentor Mises de que a sociedade sem propriedade privada se degenera em caos econômico, Rothbard mostra que a interferência estatal sobre a propriedade privada representa uma invasão, que diminui a liberdade e a pros

Saiba mais
capa

A Ciência Econômica e o Método Austríaco

A defesa definitiva das fundamentações metodológicas da Escola Austríaca de economia. Hoppe contrapõe o ponto de vista praxeológico — a economia enquanto uma ciência puramente dedutiva — ao positivismo, ao mesmo tempo em que aborda as críticas contrárias à posição austríaca. Hans-Hermann Hoppe apoia sua argumentação na ideia kantiana da proposição "sintética a priori", expandindo assim o escopo d

Saiba mais
capa

Estado? Não, Obrigado!

Ao ler Stato? No, grazie! pela primeira vez, vi no trabalho de Marcello Mazzilli aquilo que procurava há alguns anos — um livro que explicasse o libertarianismo e introduzisse conceitos da escola austríaca de economia tanto para leigos como para pessoas que já tenham tido algum contato com ideias libertárias.O formato do livro é também um diferencial: perguntas e respostas claras e objetivas, indo

Saiba mais
capa

O que deve ser feito

Em O Que deve ser feito, Hans-Hermann Hoppe faz uma dissecação da natureza do estado democrático moderno e apresenta uma estratégia para uma revolução libertária de baixo para cima. Hoppe começa com o exame da natureza do estado definindo-o como "um monopolista territorial da defesa e da aplicação da lei e da ordem financiado compulsoriamente". Como qualquer monopólio, o monopólio da aplicação da

Saiba mais
capa

Princípios de Economia Política

Foi esse livro que deu início à Revolução Marginalista, que corrigiu erros teóricos da velha escola clássica. Esses erros diziam respeito à teoria do valor e semearam confusão suficiente para fazer a perigosa ideologia do marxismo parecer mais plausível do que realmente era. Menger decidiu elucidar a natureza precisa do valor econômico e enraizar a economia firmemente nas ações do mundo real dos s

Saiba mais
capa

Teoria Positiva do Capital

Bohm-Bawerk pretende demonstrar neste primeiro volume da Teoria Positiva do Capital que todo capital que serve como meio de produção é também capaz de produzir juros de capital, mas o inverso não é verdadeiro. Isso indica que o simples fato de render juros meramente não pode ser considerado uma manifestação da força produtiva do capital. Nessas condições, a teoria do capital como meio de produção

Saiba mais
capa

Uma teoria do socialismo e do capitalismo

O professor Hoppe apresenta a tese de que só é possível existir dois arquétipos econômicos: socialismo e capitalismo. Todos os outros sistemas são combinações destes dois tipos. Ele define o modelo capitalista como a absoluta proteção da propriedade privada, da livre associação e da troca – sem exceções. Quaisquer desvios deste ideal são espécies de socialismo, onde ocorrem propriedade pública e

Saiba mais
capa

O cálculo econômico sob o socialismo

Foi já em 1920 que Ludwig von Mises, com este ensaio, provou que o socialismo era impraticável, e que qualquer tentativa de implementá-lo iria fracassar. Mises, sozinho, desafiou os socialistas a explicarem como o sistema de preços iria funcionar na prática com a abolição da propriedade privada dos meios de produção. A importância desta obra de Mises vai muito além de sua devastadora demonstração

Saiba mais
capa

Por uma nova liberdade

Manifesto integral de exposição do libertarianismo moderno. Propõe uma “ciência da liberdade” apresentando as armadilhas do pensamento da esquerda, da direita e do centro. De argumentação lógica e clara, o manifesto reforça a importância da autonomia individual, dos direitos de propriedade, dos mercados livres e do combate ao Estado. Oferece uma versão totalmente inovadora e sem meias-palavras do

Saiba mais
capa

Além da Democracia

A democracia é amplamente considerada o melhor sistema político imaginável. Na verdade, não é exagero dizer que a democracia se tornou uma religião secular. A maior fé política do planeta. Criticar o ideal democrático é correr o risco de ser considerado inimigo da sociedade civilizada. No entanto, é exatamente isso que Karel Beckman e Frank Karsten se propõem a fazer. Neste livro provocativo e al

Saiba mais
capa

Da produção de segurança

O mais “extremista” e consistente — bem como o mais prolífico e o de existência mais duradoura (faleceu em 28 de janeiro de 1912, aos 92 anos) — dentre os economistas laissez-faire franceses foi Gustave de Molinari (que nasceu na Bélgica, em 03 de março de 1819), editor do Journal des Économistes durante muitas décadas. O primeiro artigo do jovem Molinari, traduzido aqui pela primeira vez como “Da

Saiba mais
capa

A grande depressão americana

Rothbard começa com um tratamento teórico da teoria dos ciclos econômicos, mostrando como uma política monetária expansiva gera desequilíbrios entre investimento e consumo. Ele passa a examinar as políticas do Fed da década de 1920, demonstrando que era bastante inflacionário, mesmo que os efeitos não aparecessem no preço dos bens e serviços. Ele mostrou que a correção do mercado de ações foi apen

Saiba mais
capa

O que o governo fez com o nosso dinheiro?

Há décadas que inúmeros economistas, investidores, analistas, professores e autores aprendem com este livro. Após 50 anos, ele permanece o melhor livro sobre o assunto, um verdadeiro manifesto em prol de uma moeda forte. Rothbard mostra minuciosamente como os bancos criam dinheiro do nada e como o Banco Central, com o suporte do poder estatal, permite esta prática. Ele mostra como as taxas de câmb

Saiba mais
capa

Contra a Propriedade Intelectual

Esta monografia de Stephan Kinsella é justamente considerada um clássico moderno. Foi ela que fez com que libertários do mundo inteiro reconsiderassem suas posições relativas as fundamentações da propriedade intelectual. Mises alertou sobre o perigo das patentes, e Rothbard também. Mas Kinsella vai muito mais a fundo e argumenta que a simples existência de patentes é incompatível com o livre merca

Saiba mais
capa

Educação: Livre e obrigatória

Por qual razão tantas pessoas estão insatisfeitas com o sistema de ensino atual? Por que gerações de reformadores fracassaram em melhorar o sistema educacional, e ainda fizeram com que ele se degenerasse cada vez mais em direção a um nível de mediocridade cada vez pior? Nesta monografia acadêmica e radical, Rothbard identifica os pontos cruciais do sistema educacional que o condenaram ao fracasso:

Saiba mais
capa

A anatomia do estado

Em A anatomia do estado, Murray Rothbard explica o que o estado é e o que ele não é. Ele mostra como o estado nada mais é do que uma instituição que viola tudo aquilo que consideramos honesto e moral, sempre agindo sob uma falsa aura de bondade e preocupação para com o cidadão. Ele demonstra como o estado devasta a liberdade, destrói a civilização e ameaça a vida, a propriedade e o bem estar socia

Saiba mais
capa

Poder & Mercado

Instruções Para Uso: se você detesta o estado, leia este livro. Se você ama o estado, leia esse livro! estudantes, pesquisadores e demais pessoas instruídas poderão se beneficiar com a leitura de Poder & Mercado. no presente volume, Murray N. Rothbard (1926-1995), usa a teoria econômica para analisar diferentes projetos e propostas visando alterar ou eliminar as soluções de mercado. num cenário no

Saiba mais
capa

Teoria e História

Ludwig von Mises foi um economista de primeira grandeza, muito ativo na primeira metade do século XX e, seguramente, um dos que mais defendeu o indivíduo na história da humanidade. Pouco conhecido no Brasil, ele acreditava que só a liberdade econômica proporcionaria desenvolvimento sustentável e melhoras efetivas na qualidade de vida das pessoas. O pensamento liberal, que teve forte desenvolviment

Saiba mais
capa

Moeda, Crédito Bancário e Ciclos Econômicos

Será que a moeda e o setor bancário podem ser deixados completamente a cargo do mercado? Jesús Huerta de Soto professor de economia da Universidade Rey Juan Carlos em Madri fez história com este enorme empolgante e incitante tratado. De Soto faz uma abrangente integração de dados históricos a uma rigorosa teoria econômica e conclui que a moeda e os bancos podem fazer parte do livremercado - sem um

Saiba mais
capa

Socialismo, cálculo econômico e função empresarial

Um dos principais acadêmicos da Escola Austríaca de economia, o professor Jesús Huerta de Soto apresenta uma poderosa análise do socialismo, em um livro dedicado a Ludwig von Mises, que foi quem demonstrou as falhas teóricas do socialismo e inaugurou o famoso debate do cálculo econômico nas décadas de 1920 e 1930. Naquela época, assim como na atual, as crises econômicas eram atribuídas a liberdade

Saiba mais
capa

A Escola Austríaca

null

Saiba mais
capa

Mises e a Escola Austríaca

Em 2008, a campanha presidencial de Ron Paul atraiu a atenção de milhões de pessoas para sua mensagem de liberdade individual e racionalidade econômica, formando um movimento que ficou conhecido como a 'Revolução Ron Paul'. Na corrida presidencial de 2012, o número de 'revolucionários' aumentou exponencialmente — em especial entre os jovens de 20 a 30 anos.Em Mises e a Escola Austríaca: uma visão

Saiba mais
capa

A Grande Ficção

Nenhum autor contemporâneo é mais eficaz em eliminar as ilusões que quase todo mundo possui sobre economia e política. Mais fundamentalmente, o professor Hans-Hermann Hoppe joga luz sobre a questão mais crítica que a humanidade enfrenta hoje: a escolha entre liberdade e estatismo. A grande ficção é uma coleção expansiva de seus escritos centrados no tema da ascensão do estatismo e sua base teórica

Saiba mais
capa

Wall Street, bancos, e a política externa americana

Esta monografia incendiária mostra um lado de Murray Rothbard não visto em seu tratado teórico: sua capacidade de empregar a análise da "elite dominante" para entender a relação entre dinheiro, poder e guerra. Em vez de permitir que a esquerda domine essa abordagem da história; Rothbard mostra como as elites ricas só são capazes de manipular os assuntos mundiais por meio de sua conexão com o pode

Saiba mais
capa

Coletivismo de Guerra

Mais do que qualquer outro período, a Primeira Guerra Mundial foi o divisor de águas crítico para o sistema empresarial americano. Foi um “coletivismo de guerra”, uma economia totalmente planejada dirigida em grande parte pelos interesses das grandes empresas através da instrumentalidade do governo central, que serviu de modelo, precedente e inspiração para o capitalismo corporativista estatal pel

Saiba mais
capa

As origens do banco central americano

De onde veio essa coisa chamada Banco Central? Murray Rothbard tem a resposta aqui – em detalhes fenomenais que farão sua cabeça girar. Em um ensaio extenso, que parece uma história de detetive, ele reuniu o relato mais abrangente e fascinante baseado no acúmulo de estudos de um século. A conclusão é que o Fed, o banco central americano, não surgiu como uma resposta política à necessidade naciona

Saiba mais
capa

O Discurso da Servidão Voluntária

Os Estados são mais vulneráveis do que as pessoas pensam. Eles podem entrar em colapso em um instante – quando o consentimento é retirado. Esta é a tese deste livro emocionante. Murray Rothbard escreve uma introdução clássica a um dos grandes ensaios políticos da história das ideias. Em tempos em que ditadores de todo o mundo estão caindo sob a pressão de seu próprio povo, este livro, escrito há

Saiba mais
capa

Crestomatia rothbardiana

Poucos economistas conseguem produzir um conjunto da obra que ostente seguidores sérios vinte anos após suas mortes. Murray N. Rothbard é uma rara exceção. Mais de duas décadas desde sua morte, sua influência continua viva, tanto no trabalho de uma nova geração de cientistas sociais quanto entre um número crescente do público em geral. Uma razão para a popularidade contínua de Rothbard é sua capa

Saiba mais
capa

Curso Básico de Escola Austríaca

"Qualquer questão de ordem política põe-se refém do sentimento das massas, que é facilmente manipulado por quem tem mais dinheiro e é capaz de fazer as ideias mais esdrúxulas parecerem a única opção moral, e a verdade parecer nazismo. A Escola Austríaca surge, então, como um oásis de certeza no deserto da dúvida. Sua doutrina, apegada à realidade real, não se fundamenta em dogmas ou juízos de valo

Saiba mais
UICLAP