UICLAPER com orgulho

Meus livros na UICLAP

capa

Sonetos & Sonatas

Sonetos e Sonatas, é uma obra recheada de poemas românticos, simbólicos, místicos e até mesmo cômicos e também tem um ou outro, com uma “pitada” levemente erótica. São 85 páginas com poemas muito bem elaborados e como que conduzido por mãos invisíveis do maestro e poeta, que segura firmemente a batuta num ritmo suave e alguns momentos de boa alucinação, levando o público até a apoteose final.

Saiba mais
capa

O Menino Das Estrelas

As estrelas são uma das paixões de Deano, esse exímio narrador cheio de histórias para contar em "O Menino das estrelas". Entre as aulas da professorinha Rita, e entre os folguedos e o carinho para lá de especial dado por Letícia, as memoranças de Deano conduzem o leitor pelas peripécias juvenis de sua turma numa linguagem simples e pitoresca, iluminada aqui e acolá por poemas, sob o céu da fictíc

Saiba mais
capa

Poecósmica - Poesias

Em Poecósmica, vamos ter um encontro com temas enigmáticos, em que o autor procura definir de forma poética, esse fabuloso cosmos que encanta a humanidade desde os seus primórdios. Novamente, aqui estão o Lirismo, o Parnasianismo e o Romantismo, e até a comicidade tão característica e expressiva nas obras do autor.

Saiba mais
capa

Eu Poético

Romântico, místico e símbólico, é como o autor novamente apresenta-se nesta sua quarta obra (sendo três de poemas e um romance). “Eu Poético” contém uma gama de estilos que abrange o romantismo, a verve lírica, simbólica e mística e até cômica, que com certeza, encantará outra vez os leitores. Então, que seja repartido esse pão poético para os que têm fome.

Saiba mais
capa

A Casa Dos Poemas

A casa Dos Poemas, é um lugar quimérico, mas, pode ser também um lugar real. É ali, nessa casa imaginária que o autor de forma coloquial, verte os seus poemas românticos, simbólicos, místicos e até alguns com um toque de suave erotismo.

Saiba mais
capa

Poemas Para Nós Dois

Em “Poemas Para Nós Dois”. Volta o autor com poemas melodiosos, para serem lidos a dois, a um, a três... enfim. Mas a leitura a dois será bem melhor e mais romântica. Embora o título possa induzir ao leitor que há somente poemas nesse estilo, engana-se quem assim pensar, também os há: simbólicos, místicos, cômicos e até alguns, com um leve teor erótico.

Saiba mais
capa

Encantos Poéticos

Novamente romântico, parnasiano, simbólico, místico e até jocoso, e por que não erótico? O autor insinua-se por muitas vertentes. Então, os leitores só têm a ganhar com isso e essa obra demonstra-o muito bem que, o autor está cada vez mais afinado e a sua verve poética explode mais uma vez febril, dinâmica e cada vez mais consciente.

Saiba mais
capa

Poemas ParaLer, Amar & Meditar

Esta obra é uma coletânea de alguns dos melhores poemas do autor. O vate insinua-se em todos os estilos, isso o leitor atento notará. E, se no futuro indagarem: “A qual escola ele pertenceu?”, ele responde-vos em adiantamento: a nenhuma e a todas, ou mais ainda: a Escola dos Poetas! O leitor encontrará neste, poemas de cunho simbólico, romântico, místico e espirituoso e também alguns com uma leve

Saiba mais
capa

Atleta Das Ruas

A chegada na arena no meio da multidão, no barulho do vozerio, a música ambiente dá o tom, o ritmo. Concentração mescla-se a emoção, ao nervosismo... É dada a largada, soa a corneta, pernas em movimento. Mais uma corrida, um objetivo a vencer! Qual atleta não passou por essa emoção? Venha sentir isto também, emocionando-se com as incríveis histórias vividas por um atleta apaixonado por corridas de

Saiba mais
capa

Imersos Na Luz

Naquele ano, os casos de abduções tinham aumentado consideravelmente, mas, o que realmente havia de verdade nesses relatos? Quem ou o que eram, esses alegados extraterrestres? E quem era o grupo que se dizia “Os Escolhidos”? Maurício, um repórter investigativo do periódico “A VISÃO”, precisava colocar isso a limpo.

Saiba mais
capa

A Epopeia De Amenis

Trevas e desolação. O Egito está sob o jugo do poderoso império assírio. O oráculo está mudo. Os sacerdotes de Amon-Rá, auguram dias difíceis para todos, nenhuma esperança. Mas em Saís, pequena vila para onde refugiou-se uma elite pujante, os profetas prognosticam algo diferente: Surgirá um libertador. E é nesse cenário na XXVI dinastia egípcia, que iremos encontrar o nosso herói: Amenis, u

Saiba mais
capa

Egopoemático

Este, é uma coletânea do que julgo ser alguns dos meus melhores poemas. Os mesmos estão organizados pela ordem em que foram compostos, alguns que já vieram a lume em obras anteriores, mas há também, inúmeros inéditos, para o deleite do leitor que aprecia o belo lirismo.

Saiba mais
capa

Universos

Poemas que vão juntando-se como juntam-se as estrelas. Formam um aglomerado e surge, por fim, um universo todo encadeado com suas miríades de galáxias complexas, onde cada palavra, frase, versos, são planetas, cometas, luas, sóis... um sistema. Aqui estão os poemas, os versos cantam a poesia.

Saiba mais
capa

Cantos De Outono

São 57 poemas inéditos, que o autor apresenta nesta sua mais nova obra: “Cantos de Outono”. Sim, verdadeiros gorjeios líricos de uma alma mística, apaixonadamente arrebatada e cada vez mais fascinada e perceptiva em ouvir a voz de sua musa. Novamente, quem ganha com isso é o leitor.

Saiba mais
capa

Versos para um fim de tarde

Desta vez são sessenta poemas nos quais o EU poético, parece vacilar nos primeiros versos tímidos, simplistas demais. No entanto, afirma-se logo em seguida e prossegue com arrojo nos seguintes, notadamente quando surgem os primeiros temas simbólicos e místicos. Um gosto evidente pelo romantismo e, aqui e ali, uma pitada pilhérica e sensual, o autor conclui muito bem a obra com poemas que casam bem

Saiba mais
UICLAP